© 2007 - Celso Lago
celsolago@mls.com.br
A ADMINISTRAÇÃO HOJE

Como demonstrou o cientista francês Antoine Laurent Lavoisier (1743 -1794), "na natureza nada se cria, tudo se transforma",
Embora em sua origem a Lei de Lavoisier se refira a princípios físicos, ela pode ser útil também quando se pensa a administração atual.

O que existe hoje de realmente diferente do que já foi formulado anteriormente? A globalização de nossos dias, por exemplo, guardando as devidas proporções, apresenta semelhanças com a época das grandes navegações, nos séculos XV e XVI. Portugueses e espanhóis lançaram-se ao mar sem saber o que os esperava nem se conseguiriam voltar, assim como os astronautas de hoje o fazem ao se lançarem no espaço, e os executivos contemporâneos que, em seus escritórios em Nova York ou Hong Kong, tomam decisões arriscadas sem ter certeza de que irão dar certo. O que há de comum entre navegadores, astronautas e executivos é que todos querem ampliar o alcance de seus universos.

No século XV, as sociedades anônimas foram criadas para dar conta de novos negócios além-mar e surgiram administradores profissionais para cuidar delas. Hoje, o capital internacional não tem pátria, ou melhor, sua pátria é a encarnação da eficiência e da agilidade bem administradas.

No século XVI, os jovens eram pegos quase à força para embarcar; muitos choravam, enquanto seus parentes os incentivavam, pensando nas fortunas que poderiam trazer. Não havia salários para navegantes; havia o risco que encantava os mais aventureiros. Hoje, a mão-deobra barata é trunfo em países como a China ou a índia, mas, mesmo recebendo pouco, todo mundo ganha pelo que produz.

A tecnologia é, talvez, o laço que une todas as épocas. O homem procura aprimorar seus modos de produzir, administrar e utilizar em seu benefício as forças da natureza e o seu próprio engenho e arte.

E cada avanço não significa ter de apagar o que veio antes. Assim, tudo o que foi pensado pelos teóricos da administração que estudamos neste capítulo, está agora entre nós, transformando-se, adaptando-se à realidade contemporânea, na qual sobrevivem as experiências que dão certo.

Hoje, o que se exige é a excelência, seja na produção (nas fábricas) ou no atendimento (no setor de serviços).

Fonte: Práticas Administrativas em Escritório - Senac
Técnicas Administrativas
CELSO FREDERICO LAGO
Informática e Administração